Degeneração macular relacionada com a idade – DMRI, é uma perda gradual de visão central, devido à deterioração da mácula (parte da retina). Cerca de 1 em cada 10 pessoas, com mais de 65 anos sofrem de DMRI.

Os sintomas da DMRI prendem-se com a visão central desfocada, ficando com dificuldade em reconhecer o rosto das pessoas, atividades como conduzir e ler. As cores também podem parecer menos vibrantes e as linhas retas tendem a parecer distorcidas ou onduladas.

Algumas pessoas que sofrem desta doença tornam-se sensíveis a luzes fortes e brilhantes e, apesar de não levar à cegueira, geralmente afeta os dois olhos.

Existem, principalmente, dois tipos de DMRI – a seca e a húmida.

Ambas se desenvolvem quando a mácula começa a deteriorar.

DMRI seca
É a forma mais comum desta doença. Acontece quando as células da mácula são danificadas devido a um acumulado de resíduos na retina.

A perda da visão central pode ocorrer durante um longo período. Não há tratamento específico, mas uma boa dieta pode retardar o progresso da doença e reduzir o risco de se transformar em DMRI húmida.

DMRI húmida
A DMRI húmida, representa cerca de 10% dos casos de Degeneração Macular Relacionada com a Idade.

Na DMRI húmida, os vasos sanguíneos anormais começam a crescer sob a retina, e esses novos vasos podem apresentar vazamento de líquido ou sangue, distorcendo a visão central.

A perda da visão ocasionada por esta forma de degeneração macular pode ser mais rápida e mais percetível do que a causada pela DMRI seca. Além disso, se um crescimento anormal dos vasos sanguíneos ocorre em um olho, existe o risco de que ocorra no outro também.

Comentários

comentários